Os melhores livros de gestão, resumo, em Português




Descobrir mais sobre Resumido.com
em portugues


Conheço os livros disponíveis em Português

Mais de 500 livros resumo em espanhol

Curso Curto para Gerêntes

33 táticas para melhorar sua carreira

Curso Curto para Gerêntes, , por <a href=http://www.resumido.com/catalogo/?t=a&d=bil_holton>Bil Holton</a>, <a href=http://www.resumido.com/catalogo/?t=a&d=cher_holton>Cher Holton</a>Escrito por: Bil Holton, Cher Holton

Assunto: Conhecimento e Educação

Título original: The Manager's Short Course to a Long Career


Sumário executivo do Curso Curto para Gerêntes

Bil e Cher Holton apresentam 33 “receitas” curtas para melhorar suas habilidades no trabalho, na hora. Se você se arrisca a prová-las, seguramente o ajudarão a ser mais produtivo, mais efetivo e mais visível aos olhos dos executivos que o possam ajudar na sua carreira.

Os conselhos estão classificados por tópico:

- Dar poder (Empower) aos seus subordinados
- Atuar como um líder
- Dar as boas-vindas às mudanças
- Comunicar-se para obter melhores resultados
- Controlar o tempo
- Alcançar seu máximo potencial
- Usar a criatividade em tudo o que faz

O interessante desses conselhos é que pode aplicá-los utilizando os recursos com que conta. Não precisa de horas de estudo para começar a aplicá-los.

A maioria das táticas requerem trabalho e auto-disciplina. Mas ninguém tem conseguido ojetivos importantes de outra forma.


Sobre Curso Curto para Gerêntes

EditoraLiberty Publishing Group
Ano1992
Número de páginasS240
Avaliação Amazon
Comprar o livrono Amazon

Conteúdo do Curso Curto para Gerêntes

Índice conteúdo


Dar poder (Empower) aos seus subordinados


Desenvolver boas relações de equipe pode lhe dar a sua organização uma vantagem importante sobre as outras. Um membro da sua equipe motivado, confiado, orientado ao êxito e com recursos, se enfoca para conseguir seus objetivos e em consequência aumenta a rentabilidade dramaticamente.

As táticas a continuação vão dirigidas a obter o melhor da sua gente e a conseguir um sentido de trabalho em equipe. Usada adequadamente, conseguem extrair resultados extraordinários de pessoas ordinárias.

1.- Celebre as pequenas vitórias

Consiga alguma coisa para celebrar com sua gente cada semana. Pode ser um aniversario ou o êxito pessoal de alguém, mas é preferivel celebrar logros de trabalho. Dê um prêmio e agradeça a todo o grupo por fazê-lo possível.
Pequenas celebrações, feitas com frequência, fazem uma gigantesca diferença na moral e na produtividade.

2.- Administre a pilha de trabalho

Escreva a seguinte frase num papel: “O procedimento / regra / regulação / política mais chata e humilhante com a qual tenho que viver é…”. Distribua cópias deste papel entre os funcionários da sua equipe e dedique uma manhã discutindo com eles. Escreva todas as frustrações num papel, e comprometa-se de imediato a fazer as mudanças necessárias.

Repita este exercício regularmente e conseguirá construir poderosas e duradouras relações de trabalho – além de melhorar o rendimento e a satisfação da sua equipe.

3.- Cristalize sua missão

Antes da sua próxima reunião de equipe, escreva a missão da empresa numa transparência. Quando comece a reunião, ligue o projetor e fique em silêncio uns minutos para atrair a atenção dos assistentes.

Uma vez assimilada, faça duas perguntas: O que estamos fazendo que interfira com alcançar esse objetivo ? e com muita valentia, o que eu estou fazendo para sabotá-lo ? Não fale mais até que obtenha respostas – escreva-as.

Ao terminar o exercício, agradeça aos participantes e dê o primeiro passo para resolver os obstáculos identificados.

4.- Mostre seu aprecio agora

Escreva notas a duas ou três pessoas da sua equipe cada semana, felicitando-os pelos seus êxitos profissionais ou pessoais. Elogie-os por tomar riscos, por controlar bem a um cliente ou por qualquer outra coisa.

Toda pessoa responde bem aos elogios. Um trabalhador contente é um trabalhador produtivo.

5.- Analise os descarrilhamentos

Quando um projeto, operação ou novo produto falham, examine o por quê. Esteve o problema no ciclo desenho/desenvolvimento ? Se utilizaram inadequadamente os recursos ? Faça todas as perguntas necessárias para determinar o que se fez mal e como evitar uma falha similar no futuro. Reuna-se com os membros da equipe para discutir os problemas e os analise.

6.- Crie uma experiência tipo "Indiana Jones"

Organize um final de semana de aventura. Convide os seus colegas e subordinados a participar de uma experiência num tema como toma de riscos, trabalho em equipe, inovação, etc. Tenha claro o que deseja obter da experiência.

Aventuras tipo escalada de montanha, paraquedismo, caça e caminhadas pela natureza brindam muitos desafios como para conseguir mais confiança e camaradagem entre os seus colegas.

7.- Busque janelas de oportunidade

Organize uma equipe de gerentes (preferivelmente recém -contratados) para que visitem pelo menos dez outras empresas. Não necessariamente devem ser similares a sua; podem ser centros de operações, sedes principais, plantas ou armazéns.

O objetivo destas visitas é procurar coisas que outros façam bem e sua empresa mal (ou que não façam). Trate de identificar pelo menos dez melhoras que possam implantar na sua empresa, duas das quais em forma imediata.

Entre outras áreas nas quais devem procurar melhoras: manutenção, segurança, medição e controle de resultados, recrutamento, asseguramento de qualidade e treinamento.

Liderança de Qualidade


Mostrar uma liderança de qualidade é simples, fundamental e essencial para o êxito organizacional a longo prazo.

A liderança cria confiança; os trabalhadores controlarão àqueles que demonstrem integridade, sensibilidade, decisão e um sentido claro de missão. As seguintes táticas lhe ajudarão a melhorar essas fortalezas.

8.- Conheça ao especialista

Se você quer ser um verdadeiro especialista em determinada área, aprenda dos que já são. Identifique uma habilidade específica que deseje melhorar (controlar múltiplos projetos ao mesmo tempo ou controlar grupos de discussão, por exemplo) e consiga alguém que seja realmente bom nisso.

Uma vez identificada a pessoa ideal, peça licença para sentar-se e observá-lo. Faça-o com cuidado e tome as notas necessárias, mas não faça observações negativas sobre o trabalho dele, mesmo que a técnica seja de seu interesse.

Uma vez feito isto, reuna-se com a pessoa e revise com ele suas anotações. Comparta suas observações e obtenha respostas a perguntas como : que problemas surgem ao usar essas estratégias ? Como posso colocar essas estratégias a funcionar ? Quais outros recursos utilizar ?

9.- Organize um clube do Libro-do-Mês

Cada mês escolha um livro que o ajude a desenvolver suas habilidades gerenciais. Trate de identificar conselhos específi-cos que lhe possam ajudar a enfrentar os desafios de cada dia.

Convide seus colegas de trabalho a selecionar e ler os mesmos livros, para depois discuti-los e compartir idéias. As pessoas se emocionam quando discutem novas idéias, asim que seu clube de livros pode realmente transformar-se na sua organización.

10.- Algum voluntário ?

Algumas das melhores oportunidades de desenvolvimento estão nos projetos especiais da empresa ou da comunidade. Busque liderizar comitês ou projetos sem fins de lucro – ajudá-lo-ão a desenvolver habilidades como comunicação, planificação e motivação.

11.- Estabelecimento de objetivos

Comece um caderno para analisar seus objetivos e detectar as mudanças na sua forma de pensar ao longo do tempo. Neste caderno:

- Clarifique os objetivos que realmente deseja alcançar (na sua carreira, a nível pessoal, possessões, etc.). Escreva-os em forma positiva (“quero falar com confiança em público” em lugar de “quero perder o medo a falar em público”).

- Determine como saber que conseguiu o objetivo.

- Determine como se verão afetadas suas relações com o êxito do objetivo.

- Determine o efeito que terá, ao alcançar o objetivo, sobre você. Se você prevê as mudanças, não ressentirá o impacto na sua vida.

- Que obstáculos têm para conseguir os objetivos ? Planifique estratégias específicas para eliminá-los.


O propósito deste exercício é determinar o que realmente você quer (que não necessariamente é igual ao que você acredita que quer). Além disso lhe proporcionará um plano para consegui-lo.

12.- Onde está localizado ?

Leia os reportes financeiros dos últimos três anos da sua empresa. Seu conteúdo revelará quem está sendo aclamado ou acusado pelos resultados, assim como, quais são os principais problemas, desafios e oportunidades que a alta gerência está considerando.

Estude cuidadosamente esses documentos procurando informação que seja útil. Por exemplo, se o seu departamento é mencionado e por quê.

13.- Trate aos outros com justiça

A maioria dos gerentes se consideram imparciais e capazes de avaliar as fortalezas e debilidades dos outros. Mas o verdadeiro desafio é avaliar-se você mesmo.

Tome uma folha de papel e desenhe uma linha vertical. Pense num trabalhador que você considere “difícil” e escreva do lado esquerdo suas características e comportamentos. Depois pense num outro trabalhador com o qual você se sinta cômodo e descreva-o do lado direito. Compare-se com as características dos dois.

Seguramente você se parecerá mais à descrição do lado direito, em termos de crenças, atitudes e valores. Em consequência, julgará as pessoas com caraterísticas do lado esquerdo muito mais estritamente.

Pergunte-se: Estou sendo justo e consistente com todas as pessoas com que trabalho, ou tenho preferências ?

Boas-vindas às mudanças


As corporações tem que aumentar dramáticamente sua capacidade de aceitar as mudanças. O ambiente de negócios muda constantemente e as organizações devem mudar da mesma forma.

Ninguém gosta de constantes mudanças. Implica interrupção, egos afetados, toma de riscos, restabelecer-se estratégias e aceitar o desconhecido. mas mesmo que você não goste, tem que aceitá-lo. As seguintes táticas lhe ajudarão a sentir-se mais confortável com a instabilidade.

14.- Construa cenários “melhor caso” e “pior caso”

Você toma decisões constantemente. Mas tomá-las se dificulta quando se tem medo de errar.

Para facilitar as decisões, comece por descrever a ação que deve tomar, mas que você se sente incapaz. Agora feche os olhos e imagine-se tomando-a. O que é o pior que pode passar? Visualise tudo dando errado: os sistemas falham, as pessoas renunciam, você é demitido, a companhia quebra, etc.

Agora visualise o contrário: tudo dando certo. Todos estão mais contentes, são mais produtivos, você é ascendido, etc.
O mais seguro é que ocorrerá o melhor cenário. Mas enfrentar antes de acontecerem os seus piores medos lhe permitirá colocá-los em perspectiva e controlá-los adequadamente.

15.- Consulte sua bola de cristal

Reuna-se regularmente com os jovens do seu departamento, para discutir as tendências presentes e futuras na sua indústria. Faça preguntas como : Haverá demanda para nossos produtos ou serviços em cinco ou dez anos ? Quem será nosso competidor o ano que vem ou nos próximos três anos ?

Fale também do impacto que terão sobre sua empresa: a descentralização, a de-regulação, o escritório sem papel, os mercados globais, o marketing direto, os novos desenvolvimentos em telecomunicações, etc.

Faça um esforço por identificar tendências, inclusive aquelas que não parecem afetar, nem remotamente, a você ou a sua empresa.

16.- Coloque seu dedo no pulso

Revise seu calendário dos últimos doze meses e com maior detalhe os últimos noventa dias. O que você acha das suas prioridades, hábitos, habilidade de planejamento, atividades administrativas etc. ?

Uma análise profunda lhe permitirá identificar os colegas com quem mais se reune, se realiza atividades que possam ser combinadas ou delegadas, se tem hábitos pouco produtivos etc. A partir da análise, pode melhorar sua forma de trabalho imediatamente.

17.- Pare de resistir

A única forma de controlar a realidade corporativa sempre mudando é administrar o caos, aceitar a ambigüidade e manter multiplas prioridades. Pode parecer difícil a muitos, mas um gerente que se resista a fazê-lo se verá afetado no futuro.

Asim que relaxe-se e aceite as mudanças. Comece um programa de mudanças incrementais. As seguintes são algumas técnicas para auto-renovar-se e preparar-se para a mudança no trabalho:

Abotoe-se a camisa com sua mão não dominante. Tome um curso de drama. Comece um novo hobby que não tenha nada a ver com você. Dê de presente possessões materiais. Escute a TV no lugar de vê-la. Vá ao trabalho por outra via. Chegue uma hora antes. Faça alguma atividad física na sua hora de almoço. Coma Tofu. Dê-se uma massagem. Se você gosta das novelas de mistério, leia biografias.

Comunicar-se para melhores resultados


A comunicação efetiva é necessária para prestar um serviço de qualidade e para manter uma alta produtividade. É também uma boa forma de motivar a sua equipe, permitindo-lhe alcançar um alto nível de confiança e empatia.

18.- Selecione um tema

Cada mês, selecione uma nova habilidade comunicacional que deseje melhorar. Pode clarificar melhor suas expectativas aos seus trabalhadores, prover retro-alimentação (feedback) instantânea, delegar, ou controlar os desacordos.

Uma vez selecionada, viva-a, coma-a e respire-a em tudo o que faça: reuniões, visitas, discussões, etc. Quando use a habilidade do mês, analise a situação posteriormente para determinar se pode melhorar ainda mais.

19.- Faça auditorias de linguagem

Escute com atenção o que dizem os outros. Como se expressan os trabalhadores, supervisores e clientes ? Como se descrevem uns aos outros ? Mostra a linguagem orgulho pela empresa e seus produtos, ou falta de ânimo e medo à incerteza ?

Seguidamente, revise o que está causando o tipo de linguagem e determine o que deprime e o que anima aos trabalhadores. Seguramente poderá fazer alguma coisa ao respeito.

20.- Maravilhe aos novos

Junto com os departamentos de Relações Públicas e Comunicações, prepare uma apresentação da empresa para novos empregados. Apresente ali os valores, a história, a missão, etc. - tudo com muito ânimo e otimismo.

Um projeto desta natureza pode parecer pouco importante, mas na realidade pode conseguir reafirmar o desejo do trabalhador por trabalhar ali, doutriná-lo sobre aspectos importantes (por exemplo, a obssessão pela atenção ao cliente) e demonstrar-lhe que tem espaço para crescer e destacar.

Mas cuidado: prometa só aquilo que possa cumplir. Se não pode prometer alguma coisa que ele queira… por que não?

21.- Um centavo pelo que você esta pensando

Os gerentes geralmente pensam que animam o suficiente aos seus trbalhadores – quase sempre se equivocam. As pessoas repetem os comportamentos que são reforçados, assim que não percam nenhuma oportunidade de dizer quando vocês gostem de alguma coisa.
Todas as manhãs coloque um punhado de moedas no seu bolso. Cada vez que elogie a um trabalhador por um trabalho bem feito, passe uma moeda ao outro bolso. Se no final do dia não passou todas as moedas, pergunte-se por que tem sido tão severo.

Controle do tempo


O tempo é mais do que dinheiro – é a forma como medimos a vida e o dia de trabalho. Não tem preço e não é recuperável.
Cada uma das seguintes atividades vão além das técnicas superficiais de administração do tempo, para conseguir mudar a sua conduta.

Lembre-se: se tem o controle sobre o seu tempo, controlará sua vida.

22.- A técnica RAAJ (RAFT em inglês)

Reuna todos os documentos e papéis que tenha na sua mesa de trabalho e elimine-os utilizando uma das seguintes quatro opções. Seu objetivo: tocar cada papel uma só vez.

- Redirigir: Mandar para alguém, delegue-o num subordinado, mande-o de volta a quem o mandou etc. Use a criatividade para eliminá-lo da sua mesa.

- Atuar.

- Arquivar: mas não o coloque noutra pilha de documentos.

- Jogar fora.


23.- A prova do ponto

Você faz com que recirculem os papéis sem atuar sobre eles ? faça esta simples experiência: pelas próximas duas semanas, cada vez que toque um documento, coloque nele um ponto vermelho. No final das duas semanas, cuando consiga um reporte com vinte-cinco pontos, terá nas suas mãos uma prova clara da perda de tempo. Retorne ao ponto 22 e arrume-o.

24.- O arranque de 10 minutos

Todos perdemos o tempo (procastinate), mas se você decide eliminar a perda de tempo da sua vida, seguramente falhará.

Uma técnica menos drástica pode melhorar sua produtividade. Coloque um cronômetro para que conte dez minutos. Escolha então um projeto que tenha estado postergando e pelos próximos dez minutos faça alguma coisa que o leve à terminação do mesmo.

O problema com a perda de tempo não é fazer o trabalho – é começar. Ao acabar os dez minutos, se quiser seguir trabalhando nele, faça-o; se não quiser, tenha permisso de deixá-lo, sempre e quando volte a fazê-lo no dia seguinte.

25.- O vaso das preocupações

A preocupação é a emoção mais destrutiva que existe – pode acabar com sua efetividade gerencial. Aqui lhe apresentamos uma solução:

Consiga um vaso ou lata grande. Este será seu vaso de preocupações. Depois aparte um pouco de tempo cada semana (às sextas às 16:00hs, por exemplo). Cada vez que se preocupe por alguma coisa, escreva a preocupação num papel e coloque-o no vaso. Lembre-se que não pode se preocupar no momento, porque tem um Momento Para se Preocupar (MPP).

No MPP, tire todos os papéis do vaso e leia-os. Algumas preocupações lhe parecerão tolas. Outras ja terão sido resolvidas. Algumas ainda terá que controlá-las – Faça-o agora.

Se um grupo de pessoas a seu redor tem preocupações, preocupe-se em equipe. Quem se vê mais preocupado ? Quem pode relatar o pior resultado possível para uma situação? Se pode converter numa atividade divertida que servirá para ver que não vale a pena se preocupar a menos que possa fazer alguma coisa ao respeito – e se pode fazer algo, simplesmente faça-o.

Alcançar o seu máximo potencial


Seu desenvolvimento não depende das habilidades organizacionais unicamente. Você é responsável pelo seu desenvolvimento como pessoa. Os seguintes conselhos lhe ajudarão a alcançar o seu máximo potencial.

26.- Pavimente o caminho até o perdão

Selecione dois ou três colegas de trabalho com quem seus relacionamentos não andem muito bem. Lembre-se das razões que o levaron aos problemas e pergunte-se se vale a pena reparar a relação.

Provavelmente vale a pena repará-la. Comece a fazê-lo perdoando.

27.- Luz, Câmara, Ação!

Todo ator sabe o valor de ensaiar. Um gerente com habilidades pouco treinadas pode ensaiar para obter melhores resultados.
Identifique seus pontos fracos. Pode ser avaliar a efetividade dos seus subordinados ou vender uma idéia ao seu chefe. Qualquer coisa que queira fazer em forma mais efetiva, consiga outra pessoa e treine. Dramatize a situação e atue com paixão , fazendo o papel tal como quisesse fazê-lo na realidad.

28.- Perguntas difíceis

Agarre-se bem – o que vem não será fácil. Passe uns minutos pensando em cada uma das seguintes perguntas. Se você o faz honestamente, terá a oportunidade de crescer e avançar no caminho da liderança.

- Quando e em que circunstâncias estimula os outros a se tornarem dependentes de você ?

- Em que formas você utiliza sua posição para controlar, em lugar de guiar, as contribuições dos outros?

- O que leva você a dizer aos outros o que eles querem ouvir, em lugar do que deve dizer ?

- Quando foi a ultima vez que se sentiu ameaçado pelas habilidades, destrezas ou atrativo físico de outra pessoa ?

- Quando foi a última vez que estando “apertado”, sem saber o que fazer, duvidou em pedir ajuda ? Por quê ?

- Se um “Gênio” lhe oferecesse três desejos, o que pediria ?

- Se tivesse a garantia de culminá-la sem problemas, que aventura gostaria de experimentar ?

- Qual foi seu pior fracasso quando criança ? De adolescente? Como Gerente ? Como ser humano ? O que tem aprendido desses fracassos ?


Respoder estas perguntas lhe ajudarão a descobrir o verdadeiro você. Isso é recomendável, devido a que uma mudança na percepção externa sempre é precedida por uma mudança inter-na.

29.- Mantenha a astúcia

Tome uma licença que o ajude a melhorar suas destrezas laborais. Deverá negociar com seu superior com respeito da duração e a natureza do mesmo, mas não sobre o propósito – melhorar suas habilidades para benefício da empresa. As licenças são boas também para recarregar as baterias.

Algumas dúvidas para colocar sua mente em funcionamento: (1) envolva-se num novo negócio (start-up) dentro da empresa, (2) separe-se da sua área para pensar como resolver um problema dela, (3) se trabalha no escritório principal, tente ir para uma outra sucursal, (4) se trabalha numa sucursal, tente ir para o escritório central, (5) tente ir “emprestado” a uma outra divisão, ou para uma organização sem fins de lucro, (6) dedique tempo a treinar novos trabalhadores, (7) investigue, desenhe e implemente novos programas de treinamento, (8) exerça outra função por um tempo, (9) converta-se no portavoz da empresa, (10) estabeleça o escritório de inovação.

As opções não têm limite. Mas sempre tenha o ojetivo em mente e mantenha-se em contato com quem o autorizou – eles vão querer saber no que você aproveita o tempo.

Inovação dirigida


As empresas líderes sabem que um ambiente rico em inovação produz trabalhadores superiores – a fonte de rentabilidade a longo prazo.

A inovação criativa é uma destreza que se aprende. Prove as seguintes técnicas para expandir o poder da sua mente e de suas idéias.

30.- Exponha sua empresa a território virgem

Organize um grupo de pessoas (ao redor de cinco) que estejam pouco familiarizadas com determinado aspecto das operações da empresa. Encarregue-os então, atribua uma tarefa específica nessa área.

Por exemplo, coloque gente de marketing a resolver um problema de compensação de trabalhadores.

Embora não tenham experiência, deixe-os resolvê-lo. Lembre-se de que muitas das grandes idéias tem surgido da pessoa incorreta, no campo incorreto, no momento incorreto (por exemplo, o papel fotográfico Kodachrome foi descoberto por dois músicos).

31.- Lições de Kindergarten

Libere a criança criativa em você. Compre um pouco de plastilina (argila ou pasta para moldear), consiga um espaço e momento tranqüilo; começe a moldeá-la e cheirá-la. Concentrar-se nisso o ajudará a se relaxar.

Faça uma escultura. Tome notas das idéias que cruzam pela sua mente. Podem começar a surgir idéias e soluções a problemas não relacionados.

Analise suas obras de arte e pense o que dizem sobre você.

32.- O que passaria se...

Este método (em Inglês What-if) o leva a pensar além do tradicional, o comum, o habitual. Permitir-lhe-á pensar em forma mais estratégica.

Faça preguntas deste tipo:
- O que passaria se o ser humano vivesse duzentos anos ?

- O que passaria se a semana laboral fosse de três dias ?

- O que passaria se cada país produzisse só um produto ?

- O que passaria se o céu fosse púrpura ?


Agora responda-as. Se o ser humano vivesse duzentos anos, ele se aposentaria aos 150. Poderia atrasar mais as coisas. Gastaria muito mais em presentes. As asseguradoras faliriam. As famílias seriam muito maiores.

Isto tem muitas aplicações aos negócios. O que passaria se pudesse ler a mente do seu cliente ? Se os computadores quebraram todos os dias (ou nunca) ? Se não houvesse limite nos incrementos salariais ?

Se faz este exercício com regularidade, você se convertirá num pensador, com capacidad de ver velhos problemas em novas formas.

33.- A exibição em evolução

Converta uma sala de reuniões numa galeria de idéias. No quadro, escreva um problema organizacional de interesse para todos. Depois convide todos para ajudar a resolver o problema agregando suas idéias ou opiniões nas paredes.

Cada parede pode ter um tema: novas idéias, perguntas, re-definições do problema etc. Trabalhadores de todos os departamentos passarão por ali, lerão o que dizem os outros, e aportarão alguma coisa.
Utilize todas as idéias para resolver o problema.

Copyright 2000-2010 por Meltom Technologies, todos los derechos reservados
Envíe sus comentarios o sugerencias a través de nuestro centro de atención al cliente